Como saber quanto vale o seu resíduo gerenciado?

Lidar corretamente com os resíduos gerenciados industriais é essencial para que a empresa forneça responsabilidade, sustentabilidade e alinhamento com as regras específicas. Nesse processo, entender quanto vale um resíduo também é bem-vindo.

Afinal, é possível obter valorização com a venda dos resíduos, mas é preciso se preocupar com a destinação final, inclusive, para estar em conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Para que não restem dúvidas, entenda melhor o procedimento e aprenda quanto vale um resíduo.

O que diz a Política Nacional de Resíduos Sólidos?

A Lei nº 12.305/10, também conhecida como Política Nacional de Resíduos Sólidos, envolve todas as regras quanto ao manejo de resíduos e a destinação adequada. No sistema de prioridade, parte-se da não geração até a definição do destino ideal.

Além disso, a lei prevê outras obrigações, como a elaboração de uma Política de Gerenciamento de Recursos Sólidos. Sem isso, o negócio não consegue se manter regularizado.

Mesmo que o objetivo seja a venda, é necessário se guiar pela PNRS. Ela deve orientar a tomada de decisão, tanto para garantir a regularidade, quanto para conquistar um bom posicionamento perante os consumidores conscientes.

Quais são as etapas desse gerenciamento?

Antes de pensar em quanto vale um resíduo gerenciado, é crucial entender que o gerenciamento envolve diversas fases e todas estão associadas a custos. Então, é preciso compreender cada etapa e como ela impacta na obtenção de valor com o que seria apenas descartado. A seguir, veja quais são os pontos!

Encontro de empresas homologadas

As empresas que receberão os resíduos devem ser homologadas pelos órgãos competentes. Isso inclui dispor de todas as licenças e ter a documentação exigida de forma completa.

Disponibilidade de estrutura

Seu negócio também deve contar uma área própria para o manejo adequado de resíduos. Inclusive, isso é válido diante uma política de logística reversa, pois a entrada tem que ser controlada.

Quanto maior for o volume gerado de resíduos, maior deve ser a disponibilidade de estrutura, o que interfere nos gastos.

Precificação de resíduos

Para que a venda se concretize, é preciso passar pela precificação dos componentes para saber quanto vale um resíduo gerenciado. Isso depende de diversos aspectos, como qualidade do material, demanda para compra e quantidade ofertada.

Essa consideração deve ser completa e bem-estruturada, para que seja possível garantir uma atuação dentro do previsto.

Transporte logístico

Por lei, é obrigatório emitir documentação específica quanto ao transporte logístico de resíduos, que deve atender a certas regras. Ainda existem os custos referentes à adaptação de veículos e ao cumprimento de certas demandas.

Dependendo da distância, é preciso considerar a quilometragem percorrida e os modais escolhidos.

Treinamentos de equipe

Para que a atuação ocorra conforme prevê a política, a equipe deve ser capacitada para realizar o manejo de resíduos. Isso ajuda a evitar a contaminação do meio ambiente ou acidentes de trabalho, por exemplo.

O treinamento costuma ser feito in loco, e o comprador precisa estar atento a essa etapa.

Rastreabilidade e relatórios

A lei determina, ainda, a obrigatoriedade quanto à rastreabilidade dos resíduos. É necessário ter um certificado quanto à destinação final do produto, pois isso garante o cumprimento da responsabilidade prevista.

Para completar, será fundamental gerar, acompanhar e analisar relatórios, que ajudam a definir corretamente o uso dos dados.

Então, quanto vale um resíduo?

A resposta para essa pergunta, na verdade, depende de uma conjunção de fatores. O valor do resíduo varia tanto com as suas características e necessidades de mercado, quanto com os custos associados às fases. Então, é preciso precificar resíduos adequadamente para obter a valorização.

Para tornar esse processo consideravelmente mais simples, o ideal é ter o apoio de uma empresa especializada. A B2Blue é uma plataforma pioneira para ajudar nessa gestão, pois conecta empresas que vendem e compram resíduos.

Com a sua atuação na plataforma, é possível gerar receita e reduzir os riscos dentro de um contexto da economia circular. Então, o desempenho quanto à venda é favorecido.

Saber quanto vale um resíduo gerenciado depende de diversos fatores e etapas ligados a esse manejo e direcionamento. Com uma empresa especializada, entretanto, o processo fica mais simples e vantajoso, o que potencializa o ganho de valor.

Para aproveitar todos esses aspectos positivos, venha conhecer a B2Blue e descubra como podemos ajudar!

Leave a Reply