Blog B2Blue.com

Resíduos complexos: o couro

Jan 24, 2018 1:42:34 PM / by Raphael Almeida

Num universo de milhares de resíduos industriais que são gerados a cada dia, é comum – e não tão visível – a geração dos chamados resíduos complexos ou desafiadores. O couro é um exemplo: material obtido das indústrias de cortume, e utilizado na produção e confecção têxtil, segmento de calçados, estofados, artesanato, e segmento automobilístico.


Detalhe de retalhos de couro natural e tecidos, da produção de bolsas de cliente B2Blue de São Gonçalo – RJ. Créditos: Plataforma B2Blue.com

Segundo o Centro das Indústrias de Cortume do Brasil (CICB), cerca de 85% das empresas do segmento realizam controle diário da verificação de resíduos sólidos, enquanto que 70% possui setores de meio ambiente.  Ainda, segundo a associação, o mercado de couro brasileiro é um dos maiores produtores do mundo, com forte presença nos segmentos calçadista, moveleiro e automotivo; e tem grande presença nas exportações mundiais, com Espanha, China, Polônia, EUA, Índia, Itália, Vietnã e Tailândia, como mercados-alvo principais¹.

Os resíduos

Assim, dentro do segmento das indústrias de cortume, um dos resíduos mais comuns é a serragem de couro, também chamado de couro em wet-blue – que são como floquinhos secos de couro natural sem tingimento, gerado à partir do processo de rebaixamento e lixamento do couro natural – veja figura abaixo.


Créditos: Plataforma B2Blue.com

Este material tem implicações ao meio ambiente, uma vez que é relevante a grande utilização de água e cromo no processo de curtimento do couro,  sendo um desafio para o setor. O que resulta neste resíduo, que exige destinação ambientalmente adequada, e difícil recuperação e reaproveitamento para as indústrias geradoras –  que precisam investir em novas soluções.

Novas saídas

Assim, alternativas para a recuperação do resíduo do material, devem ter a inovação e tecnologia necessárias para a valorização do material e monetização do resíduo. Como exemplo, tem-se a absorção desse material por alguns segmentos das indústrias de cimento, na fabricação de tijolos ecológicos; e também soluções de P&D para o tratamento e redução do volume gerado, através do uso hidrólise enzimática e uso de bactérias².

Ainda, também é interessante o estímulo de micro empreendimentos e PMEs que têm inovado e absorvem o material beneficiado, na forma de “sobras” e retalhos das diversas indústrias geradoras de resíduos de couro.

Vale citar o exemplo de clientes que a B2Blue tem conectado por todo Brasil, e que absorvem resíduos do material beneficiado para: confecção de assessórios de artesanato em Pomerode – SC; estúdios de piercing e tatuagem em Cabo Frio – RJ; colares e focinheiras para animais domésticos em Sorocaba – SP e em Dores de Campos – MG; assessórios para lojas de sex shop em São Paulo – SP; recuperação de EPIs em Santo André;  confecção de uniformes em Alvorada – RS, entre inúmeros outros exemplos. Conheça como a B2Blue promove a conexão dessas empresas, e ajuda na inovação e solução para diferentes resíduos complexos.

¹Portal CICB: http://www.cicb.org.br/?page_id=13399 e http://www.cicb.org.br/?page_id=6369
² Amaral, L. UFRS, 2008: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/21255/000735085.pdf?..

Tags: resíduos complexos, #retalhos de couro, couro, B2B, b2blue, inovação com resíduos

Raphael Almeida

Written by Raphael Almeida

Subscribe to Email Updates

Lists by Topic

see all

Posts by Topic

Ver tudo

Recent Posts